Uma Cruz

sexta-feira, 28 de outubro de 2011


Na vida não é possível passar sem a cruz; porém, não nos enganemos, imaginando que as cruzes possam ser raras. A cruz toma a forma de mil e uma cirsunstâncias diárias em nossas vidas. O comprimento de nossos múltiplos deveres costuma ser ma cruz que grativa sobre os nossos ombros. A fiel execução de nossas obrigações familiares, profissionais ou de cidadãos; a prática sincera do amor para com todos, mesmo para com aqueles que não nos são simpáticos; nossa disponibilidade para o serviço dos demais, embora custe nossa própria falta de conforto; para que os demais estejam e se sintam numa boa; há aceitação das coisas molestas que nós não procuramos, mas que nos atingiram sozinhas, sem saber donde vieram e nem porque razão. Tudo isto constitui frequentemente uma cruz pesada, ou talvez não, mas, no final de tudo, uma cruz. Feliz aquele que sofre e sabe para que sofre; feliz de quem sofre para que os outros sofram menos. A verdadeira cruz cristã tem como o braço vertical atenção para os céus, e como braço horizontal o esforço contínuo de melhorar a Terra.

1 comentários:

Angel@ disse...

As pedras fazem parte do caminho e são elas que fortalecem o nosso interior. Deus estará sempre ao nosso lado para nos ajudar a transpor as dificuldades e encontrar a paz!
Abraços carinhosos

Postar um comentário

Gostou do Blog? Então deixe sua opinião, que eu vou adorar!